TODAS, o site da poesia

todas o site da poesia

O site Todas, é, ao mesmo tempo, um site de saudades e de uma herança afetiva.

 

É um site de saudades, pois que, em cada poesia, eu me lembro de alguém, que, naquele instante, morava em meu coração, no meu desejo ou nos meus sonhos. Alguns desses sonhos e dessas vontades se fizeram e se acabaram, e isso me dá uma saudade enorme, pois que, se eu pudesse, faria com que cada momento de amor, afeto, sonho e desejo, ainda pudessem existir.

Mas o tempo não deixa e a juventude dos sonhos ficam para trás, bem para trás, ainda, que, na alma nada termine. E esse é o problema maior das pessoas, o corpo envelhece, os sonhos se perdem, mas a cabeça e o coração parecem quase eternos e só terminam quando termina a vida.

 

Todas é, também, um site de heranças afetivas, pois  ele diz, àqueles, que ainda o visitam, que a vida, sem o amor, não vale à pena. Que aconteça o sofrimento, a desilusão dos sonhos que não se fazem, mas a vida, com o amor, mesmo que esse amor, seja o amor, que a gente sinta dentro de si mesmo, mesmo que esse amor exista por alguém imaginário  que seja, pois não nos ama em troca, vale à pena. E eu amei. Mesmo que meu coração, hoje, esteja um tanto ou quanto vazio, olhando para trás, minha vida valeu, nos amores que eu tive, nas estrelas da noite, que foram minhas eternas namoradas efêmeras, na mulher que poderia ser a mulher da minha vida, mas não me quis, a minha vida, afetiva, valeu à pena. Eu simplesmente sonhei, e poetei algumas vezes,  e sonhar foi muito bom.

 

E eu fui um corredor. De longas distâncias.  De maratonas. Corri distâncias imensas, sózinho. Por ruas esburacadas e longas  estradas, sem fim.   E ao final de cada corrida imaginava, sempre,  um olhar e um abraço de quem eu amasse.  E eu era feliz.

 

Mas, devo confessar.  Bebi também.  Afinal de conta, como dizem, no uísque, a verdade dos sentimentos.  E quantos sentimentos tive, fortes, na minha alma e no meu coração. E foram verdadeiros.

 

Objetivamente falando, o site Todas, está dividido em algumas partes.  A primeira delas , Poesias, contém poemas do autor.  A segunda parte, Um Engenheiro em Capítulos, é quase que uma autobiografia poética, enquanto a terceira parte , Alguns Poetas, refere-se a biografias sucintas de alguns autores, que, de alguma forma, mexeram com a minha sensibilidade. Finalizando, tem-se os Blogs Noturnos, onde a alma se fez forte, ou se fez fraca, nalgumas lembranças da vida.

Wilson Melo da Silva Filho

Copyright 2020 Todas